Existem sapatos, sandálias, botas, saltos altos e crocodilos. Desde a sua criação em 2001 no Fort Lauderdale Boat Show, na Flórida, o ‘sapato de barco’ fabricado no Canadá tornou-se unânime com os calçados confortáveis, muito parecidos com os tênis. O empreendimento que vendeu apenas 200 pares na época de seu lançamento teve muitos altos e baixos, foi amado e odiado (mais amado com certeza), fez declarações de moda inovadoras e, desde então, vendeu 300 milhões de pares de sapatos em junho de 2020. Se esta não é uma jornada que valha a pena mapear, então não sabemos o que é.

Chef Mario Batali vestindo Crocs.

A marca:
O ‘movimento do sapato feio’ pode começaram com crocs, mas duas décadas e incontáveis ​​colaborações de moda depois, a marca se destaca, embora com vários furos. Curiosamente, a marca inicialmente visava apenas marinheiros e crianças, mas com o passar do tempo eles conquistaram um nicho brilhante por meio do endosso de celebridades e colaborações. Sua utilidade conquistou corações e suas estratégias os ajudaram a ganhar a confiança dos fashionistas. Devido à sua construção limpa e antiderrapante, eles foram vistos em profissionais como enfermeiras chefs, etc., onde há longas horas de trabalho envolvidas. Hoje, a marca tem mais de 500 empresas de varejo e também sites de comércio eletrônico.


O tema:
O design dos sapatos foi adquirido de uma empresa chamada Foam Creations. Foi desenvolvido como calçado para náutica. A empresa fez o primeiro modelo chamado ‘The Beach’ e em 2002, no Fort Lauderdale Boat Show, na Flórida, vendeu 200 pares produzidos na época. No início dos anos 2000, o Crocs ganhou enorme popularidade nos Estados Unidos e na Europa. Ele também diminuiu com a mesma rapidez na segunda metade dos anos 2000. A glamourosa década de 2000 testemunhou o crítico de moda Alexander Vasiliev chamar os Crocs de “cascos de plástico”. A obstrução indestrutível não poderia enfrentar a era da moda em cores brilhantes e fáceis de limpar, que atraem principalmente crianças. Mais tarde, o sortimento da marca incluiu calçados mais sofisticados para a estação fria, como botas de borracha, regulares e aquecidas, bem como sandálias forradas com pele sintética. Eles até deram aos crocodilos uma transformação glamorosa ao introduzir sandálias graciosas ou sapatilhas com um pequeno salto com sola moldada em Croslite e a parte superior de silicone brilhante ou translúcido.


Um ponto de viragem significativo foi a ideia de personalizar tamancos com os chamados ‘ Jibbitz ‘, ornamentos feitos de borracha e, posteriormente, de metal e cristais. Esta personalização, presa nos orifícios redondos da parte superior do sapato como um botão, arrebatou o mundo.


A queda:
A segunda metade dos anos 2000 foi particularmente dura para a marca. A empresa perdeu US $ 185 milhões em 2008, o que gerou ações judiciais de acionistas e auditores que disseram que a Crocs pode não pagar suas dívidas. Isso levou a decisões difíceis, como corte de empregos, fechamento de lojas e, infelizmente, queda do lucro líquido.

Cerca de 75 a 100 de suas 624 lojas em todo o mundo e demitiram 183 funcionários em mais de 5.000. A cultura imitadora contribuiu fortemente para a perda que a empresa enfrentou. Crocodilos falsificados (um termo cunhado a partir de cópias) levaram o fabricante a processar a Walmart Inc., a Hobby Lobby Stores Inc. e 19 outras empresas que alegavam violação de marca registrada relacionada aos sapatos.

Jack Nicolson, George Bush, Adam Sandler e Anthony Kiedis em Crocs. Imagem via – Thespinoff.co.nz

The rise:
Três amigos de faculdade que gostavam de velejar queriam criar um calçado que exsudasse conforto e, bem, água também! De se tornar um sucesso entre enfermeiras, chefs, marinheiros e crianças a usuários conhecidos, como o ex-presidente George W. Bush e os artistas Jack Nicholson, Whoopi Goldberg, John Cena, Shia LaBeouf, Jennifer Garner e Sacha Baron Cohen, os Crocs têm viu uma fama incrível. Jennifer Huget, do Washington Post, escreveu: “Eles se espalharam como uma praga. A história da Crocs é a história de um sucesso viral: nascido como sapatos de barco à prova d’água, arejados e anti-cheirosos, espalhados quase através do boca-a-boca em uma dimensão que não poderia estar mais longe daquela da moda ”. A Crocs fez um retorno por volta de 2010, depois que John McCarvel foi nomeado CEO. Ele expandiu o portfólio de produtos adicionando elementos de elegância às desajeitadas silhuetas clássicas de tamancos. A Crocs finalmente recuperou sua posição na indústria, com estatísticas mostrando que as pesquisas pela marca aumentaram 32% a cada mês.

Campanha da Crocs Priyanka Chopra Jonas.

A Crocs planeja usar ingredientes mais sustentáveis ​​para seus produtos e materiais de embalagem , com a meta de ser uma marca 100% vegana até o final de 2021. O CEO Andrew Rees fala sobre as iniciativas de sustentabilidade, “As novas iniciativas de sustentabilidade da Crocs destinadas a minimizar a pegada de carbono da marca e o impacto no meio ambiente foi o próximo passo natural em o esforço para conquistar o mais jovem, o explorador da Geração Z ”. A Crocs também tocou corações durante a pandemia, que mudou a forma como o mundo via a marca. Ao doar cerca de 860.000 pares de sapatos para profissionais de saúde nos EUA, no valor de $ 40 milhões em valor de varejo e $ 10 milhões em custos para a empresa, a marca passou de boba para completamente comovente e certa. Sam Poser, analista de calçados do Susquehanna Financial Group declarou: “Pessoas que não estavam considerando a marca há um ano e meio agora estão considerando o Crocs.”

Esses Crocs da plataforma Balenciaga de $ 850 foram vendidos mesmo antes de serem lançados. [19659003] As colaborações:
“Você nos ama ou nos odeia – e tudo bem, porque isso significa que você está prestando atenção em nós”, disse Michelle Poole, presidente da Crocs. É preciso prestar atenção quando os Crocs são exibidos por tantas das nossas celebridades favoritas que os usam e se unem à marca para colaboração. A parceria mais celebrada tem que ser com a marca de luxo Balenciaga onde o tamanco desajeitado amalgamado com estiletes para dar origem a uma coisa chamada moda! Os tamancos incrustados de cristal de Christopher Kane tornaram-se feios aceitáveis. Ao ser questionado sobre por que Kane escolheu esta colaboração incomum, ele disse: “Os Crocs são indiscutivelmente o sapato mais confortável, eu amo que eles são um pouco estranhos e podem ser vistos por alguns como ‘feios’. Eles têm uma forma muito ingênua e infantil, que eu gosto especialmente quando eles parecem mais desajeitados com os pés. ” E foi esse o episódio que tornou Crocs inegavelmente legal. A Crocs fez isso novamente na primavera de 2020, colaborando com a histórica loja de departamentos britânica Liberty London para uma iteração ultra-elegante.


Este série de tamancos e slides veio em três estampas marcantes e um toque de elegância na forma de um lenço de seda. Enquanto a marca Streetwear Alife trouxe a meia embutida Croc e desafiou sua solução de limpeza com pano, ela também destacou sua versatilidade. Post Malone e Crocs tiveram várias colaborações nos últimos anos. A quarta colaboração, no entanto, entre Post Malone e Crocs é o Crocs Duet Max Clog esgotado minutos após sua queda.


O O mais recente trabalho da marca é uma colaboração Crocs x Justin Bieber, incluindo atraentes tamancos clássicos lavanda, logotipo na tira traseira, charme de Jibbitz estrelando personagens da Drew House, a grife de moda de Justin. Bieber disse: “Como artista, é importante que minhas criações permaneçam fiéis a mim mesmo e ao meu estilo. Eu uso Crocs o tempo todo, então projetar meu próprio par veio naturalmente. Com esses Crocs, eu apenas me concentrei em fazer algo legal que eu queira vestir. ” Um conjunto impressionante de colaborações contribuiu fortemente para fazer da Crocs o ícone cultural que a marca desfruta hoje, para o qual Michelle Poole, vice-presidente de Produto e Marketing Global da Crocs, disse à Highsnobiety: “Nosso tamanco serve como uma tela em branco que pode alimentar os mais recentes tendências ou conversas. É por isso que pensamos que estamos nos tornando mais relevantes no espaço de streetwear. ”

Blake Shelton e Gwen Stefani em crocs – Via – @blakeshelton

Celebridades que juram por Crocs:
A lista dos amantes de crocodilos celebridades é longo, mas você pode realmente se cansar de Helen Mirren usando Crocs no The Tonight Show? Nicki Minaj, em seu estilo típico, enfeitou seus Crocs rosa com joias Chanel! Até mesmo os membros da realeza Kate Middleton e o Príncipe George contribuíram para tornar essa tendência da moda um best-seller. O chef famoso Mario Batali é reconhecido mundialmente por seu trabalho e seus Crocs de cor laranja brilhante. No “The Rachel Ray Show”, o chef revelou que pediu um “suprimento vitalício” de seu amado sapato quando descobriu que a marca planejava descontinuar aquela cor específica no modo Classic. “Crocs e eu tínhamos um relacionamento longo e eles decidiram descontinuar essa cor em particular – aquela que tem orifícios leves e arejados”, explicou ele, segurando o sapato. “Mas nós perguntamos antes que eles terminassem a execução, pelo que percebemos ser um suprimento vitalício.” Na lista não muito longa de celebridades que não querem ser vistas mortas em Crocs está Victoria Beckham. Justin Bieber agiu ousadamente enviando a ela seus crocodilos lilases, Beckham disse que ela preferia morrer a usar os crocodilos.

Os fãs de Nicki Minaj realmente invadiram o site da Crocs e, eventualmente, estabeleceram as vendas disparando a novas alturas.

A lista inclui Priyanka. Chopra, Diplo e assim por diante. Priyanka disse na FNAA: “2020 apresentou seu quinhão de desafios, mas eu não poderia estar mais orgulhoso de trabalhar com uma organização orientada por valores como a Crocs, que personifica o que realmente significa, vir como você é. Venha como você está tem tudo a ver com estar confortável com o seu verdadeiro eu em tudo o que você faz. Além de defender a inclusão e a autoexpressão, a Crocs também avançou em face da adversidade para oferecer conforto em um momento em que era mais necessário. ” As sandálias Crocs estão definitivamente tendo um momento e estão mais na moda agora do que nunca.

O hospital sueco proibiu a Crocs de entrar no prédio depois que a equipe culpou os sapatos pelo mau funcionamento das máquinas.

As controvérsias: [19659004] Os Crocs foram cercados por uma controvérsia crescente no setor de saúde, na qual vários hospitais começaram a bani-los. O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido levantou preocupações sobre a proteção que o calçado oferece aos seus funcionários contra objetos pontiagudos. Pelo mesmo motivo, tamancos no estilo Crocs foram proibidos em hospitais nos Estados Unidos, Suécia, Canadá e Áustria. A Crocs sempre lutou contra problemas de falsificação, o que levou a empresa a processar marcas como a Skechers por copiar designs patenteados. O mesmo tratamento foi dado a uma empresa chamada Dawgs, que começou a fabricar tamancos usando o mesmo material e pulseira de aventura. A única mudança que fizeram foi tornar os orifícios quadrados em vez de redondos. Além dos riscos acidentais, certos podólogos repetiam a lógica de que ‘Crocs não são adequados para uso durante todo o dia e podem causar tendinite, agravamento das deformidades dos dedos dos pés, problemas nas unhas, calosidades e calosidades.

Tudo dito e feito, os pés de os amantes do conforto encontraram um lar permanente em Crocs, que veio para ficar. As fashionistas já estão aderindo ao movimento que ignoraram todo esse tempo?

Source link

REVISTA LUXO

Ver todos os posts

PUBLICIDADE INTERNACIONAL

About Us

[vc_empty_space height="17"] [vc_empty_space height="12"] Quod populo similique duo te, ea eugaitper in laudem malorum epicuri, quod natum evertitur ne per suscipiantur complectitur eos ut wisi enim ad minim veniam.

Advertisement

[eltd_icon_list_item title=”808.080.922″ text=”Call us”]

error: Content is protected !! Luxo Magazine . com